Bloqueio Criativo

Deu Branco? Preencha-o com cores! :-)

Há alguns dias atrás, recebi um email de um leitor do site que me perguntava sobre como contornar bloqueios criativos (o popular ‘branco’). Após algumas trocas de mensagens e alguma psicologia para contornar a ansiedade (de ambos!) para se chegar a uma fórmula magica, cheguei a uma análise e sugestões que, resolvendo ou não, podem interessar aos criativos que freqüentam nosso Guia.  

Ninguém está livre de um ‘branco’, ou de um bloqueio criativo. As razões para que isso aconteça são inúmeras, mas normalmente estão atreladas a uma dessas listadas abaixo:  
 
1. Stress  
2. Saúde  
3. Preocupações financeiras ou relacionadas a outras coisas.  
4. Ocupação com atividades não relacionadas ao trabalho  
5. Falta de conhecimento de um assunto, ou preocupação que você não saiba o suficiente  
6. Não saber exatamente o que você precisa fazer/dizer  
7. Sem direção: sem planos para um trabalho específico.

Como contornar esta situação? Cada um tem seu próprio jeito de lidar com isso. Particularmente, eu prefiro me afastar um pouco do trabalho, me ocupar com outras coisas, ver revistas, escutar música… enfim, relaxar e não me prender ao desespero ou ansiedade causadas pelo bloqueio. Mas isso é muito relativo. Pode funcionar comigo, talvez não funcione com você. Veja abaixo algumas técnicas, encontradas em sites na internet.

1. Brainstorm  
Brainstorming é um mapa mental. Liste o maior número de razões pelas quais você pode estar tendo um bloqueio mental. Não se auto-censure, não e se preocupe em categorizá-los mais tarde. Quando você acha que listou todas as razões, junte as idéias por qualquer hierarquia lógica que você achar. Você também pode fazer um brainstorm sobre o que você sabe sobre o tópico X se achar que não sabe muito sobre o assunto que você está tratando.

2. Procure por inspiração  
Todos temos nossos designers favoritos. Observe os trabalhos destes designers, inspire-se. Veja imagens, visite websites, etc. Encontre o que é importante para seu freelancing. Não fique com medo de fazer “cross-overs” também: leia alguns textos que podem inspirá-lo e não se limite apenas ao design.

3. Leia artigos sobre tópicos específicos  
Leia artigos sobre o que você esteja tentando escrever / desenhar. Observe diagramas, imagens, websites relevantes. Anote suas idéias e pensamentos sobre um determinado em um papel ou no bloco de notas do seu computador. Escreva o que você acha que deveria ser mais explorado ou que nem sequer foi coberto. Junte esses anotações em um mapa mental. Leia o que surgiu e veja se isso lhe trouxe alguma inspiração.

5. Refaça o trabalho de outras pessoas  
Um método usado por escritores de ficção é pegar uma parte da peça já existente e rescrevê-lo do seu próprio jeito, no seu próprio estilo. Você pode fazer a mesma coisa com design: pegando trabalhos de outras pessoas e refazendo-as seguindo seu próprio estilo. O objetivo não é publicar esse trabalho, mas sim fazer com que você se sinta que chegou a algum lugar ao fazer esse exercício. Dá pra aplicar isso com logos, diagramas, websites ou até mesmo codificação.

5. Escreva sobre isso  
“Escreva tudo que você está sentindo sobre o motivo do seu stress ou ansiedade”Se tudo mais falhar, talvez algo possa estar lhe incomodando ou te estressando? Talvez você não saiba que está lá ou ainda não admitiu a si mesmo. Volte ao mapa mental do ítem 1 e procure por possíveis motivos de stress. Tá na hora de escrever sobre isto. Pode ser em um diário pessoal (ou folha de caderno) ou se você for mais ousado, no seu blog pessoal. Não se segure – escreva tudo que você está sentindo sobre o motivo do seu stress ou ansiedade. Até você liberar seus pensamentos sobre esse tópico, todos os outros pensamentos vão estar bloqueados. Se necessário, você pode criar um mapa mental sobre esse assunto antes de escrever sobre ele.

Repita os passos acima várias vezes, se necessário, até você obter sucesso em quebrar seu bloqueio criativo. Você pode até ter mais de um bloqueio.

Cada um de nós possui sua própria combinação de fatores que podem levar a um bloqueio criativo. Nesses casos, é melhor se acalmar e procurar estas razões. No entanto, você pode tentar usar os métodos acima para quebrar essa barreira. Mapas mentais tendem a ser bem efetivos.  
 
Se você não segura as boas idéias, elas vão embora tão rápido quanto elas chegaram! ;-)

No comments yet... Be the first to leave a reply!