Parceria na Internet

Parceria na Internet

Todo caminhar pode ser mais suave e gratificante, se feito em parceria. Vinicius e Tom Jobim, Chico Buarque e Nara Leão, João Bosco e Aldir Blanc… vejam alguns bons exemplos de união de gênios criativos que resultaram em brilhantes parcerias. Aliás, diga-se de passagem, que parcerias – sejam na co-autoria de canções ou em repertórios criados especialmente para uma determinada voz, sejam no descobrimento e divulgação de compositores todavia desconhecidos, – foram fundamentais para o posicionamento definitivo de referências musicais que hoje conhecemos.

 

Mas porque estou fazendo referências musicais sobre esse tema? Para mostrar, de maneira clara e objetiva o quanto pode ser saudável a reunião de pessoas, entidades ou instituições que se reúnem para um fim de interesse comum. Os exemplos acima são poucos, diante do universo de felizes casos em que essa prática fez a diferença ou que, em alguns casos, foi a única solução possível, em meio às dificuldades impostas pelas conjunturas da época.

 

Atualmente, encara-se a parceria como estratégia fundamental para a criação e desenvolvimento de negócios na área de tecnologia avançada. Dadas as suas características setoriais, a parceria nessa área é essencial por facilitar a provisão de recursos diferenciados que seriam impossíveis de serem obtidos por um só parceiro.

 

Entre as questões básicas da parceria, devemos entender que esta é entendida como uma relação entre partes que devem manter sua liberdade de ação, mas concordam em colaborar na realização de alguns objetivos comuns, dado que a colaboração é vista como vantajosa em relação à ação individual.

 

Como requisitos para a implementação de parcerias deve-se ter clara a necessidade de se estabelecer objetivos decididos em comum acordo entre todos os parceiros e uma estrutura precisa sobre a qual o grupo de trabalho possa focalizar suas atividades.

 

Para seu sucesso, uma parceria depende da disposição das partes envolvidas em dividir e se motivar. O planejamento de uma ação em conjunto deve resultar em valores compartilhados pelos grupos envolvidos, que possam superar as desconfianças e/ou resistências que tendem a existir sobre a divisão de informações e responsabilidades pelas atividades, que possam não ser de interesse imediato de uma parte individual. Em relação aos fatores motivacionais, o dinheiro é um dos mecanismos mais óbvios para se motivar parceiros, mas se este recurso se torna a questão chave do processo, a parceria tende a desaparecer.

 

Quando falo em ‘partes’ ou ‘grupos’ envolvidos, faço-o porque acredito que a parceria é uma ferramenta que permite aliar esforços em prol de um objetivo em comum. Isso se faz entre pessoas, empresas e até mesmo em sites na Internet. Na internet, o fechamento de parcerias pode resultar em diversas vantagens e ótimos resultados.

 

Não tenha dúvidas de que o visitante do seu site freqüenta diversos outros sites similares ao seu. Dependendo do tipo de conteúdo que você oferece, o leque de sites relacionados pode ser imenso. Se você tem um site de conteúdo muito especializado onde existem poucos sites que falam do assunto, a parceria é uma ótima maneira de aumentar o tráfego de ambos.

 

Mas como fazer uma parceria com um site que oferece o mesmo tipo de conteúdo que você? E a concorrência? Não podemos aplicar na Internet o mesmo conceito de concorrência que se aplica em televisão, jornal ou revista. Na Internet o mesmo visitante que freqüenta o seu site freqüenta o do seu concorrente em busca das informações que vocês geram. Se você possui um site que apenas provê conteúdo, esqueça esse negócio de concorrente e se preocupe em montar uma rede de sites que fornecem o mesmo tipo de conteúdo. Assim todos serão beneficiados.

 

Tribo Doze e Artenarede, duas empresas da área de internet, e situadas em cidades diferentes, por exemplo, tem unido os diferenciais e potencialidades de cada empresa para a geração de sites e projetos de altíssimo nível, onde cada detalhe é especificamente tratado por cada uma das partes envolvidas, gerando bons resultados para ambas as empresas.

 

Agora, se você possui um site que comercializa algum tipo de serviço, a situação muda. Deve-se procurar parcerias com sites que atuam em segmentos paralelos ao seu e que de certa forma complementam o que você oferece.

 

Também é possível montar vários outros tipos de parcerias. Na parceria de conteúdo, o material gerado em seu site, e que pode ser interessante para os visitantes de outros, pode ser oferecido a outros sites, em troca de divulgação (que pode ser feita por meio de banner ou um link). Se o seu site tem como principal finalidade gerar e divulgar conteúdo sobre um determinado segmento com o objetivo de gerar receita a partir do seu tráfego, a parceria de conteúdo é perfeita.

 

Na parceria promocional, a união de dois ou mais sites prevê a realização de alguma promoção que beneficie os visitantes dos sites, que pode ser feita através da realização de concursos, sorteios, descontos, etc. Há vários mecanismos e estratégias que permitem um aumento de visitação e, desse modo, obter a oportunidade de receber informação e resultados oriundos das visitações desses usuários. Mais visibilidade, mais divulgação, mais conhecimento sobre o seu público. Este tipo de parceria é perfeito para ser realizado entre sites de conteúdo e de comércio eletrônico.

 

A parceria de indicação é uma das mais simples de ser feita e dá resultados surpreendentes. Em parceria, você passa a indicar os serviços e conteúdo de um site e este também passa a indicar o seu conteúdo e serviços a seus visitantes. Existirá neste caso uma troca de tráfego. Este tipo de parceria é interessante para sites que oferecem conteúdo, produtos e serviços complementares ao seu. Pois haverá tráfego de visitantes partindo de um ponto ao outro gerando benefícios para os dois sites. E a partir deste tipo de parceria podem nascer outros tipos como os citados neste artigo.

 

É importante salientar, entretanto, que para uma boa parceria é preciso escolher e identificar bons parceiros. Para isso você deve observar vários itens:

 

1. procure conhecer bem o perfil do seu visitante e saber que tipo de informação e benefício ele tem interesse e que outros tipos de sites visita.

2. avalie se o seu parceiro tem potencial para lhe oferecer os mesmos benefícios que você estará oferecendo a ele. Os benefícios devem ser mútuos.

3. cuidado com a imagem da sua empresa. Quando você se une com outro site ou empresa para promover uma parceria você estará unindo a sua imagem com a imagem dele ou dela perante os visitantes. Na Internet, se você escolhe um site que trata mal seu público, tem um design de péssima qualidade, um site mal desenvolvido isso poderá ser prejudicial a você. Em uma parceria você agrega a sua marca todas as qualidades e também defeitos do seu parceiro. E isso influencia na cabeça do seu visitante.

 

Acima de tudo: não pense só em você. Parceria só funciona quando existem benefícios para os dois lados. Não esqueça do seu público ele é o personagem mais importante nesta história toda. O importante mesmo é a boa intenção das partes. Se você não sentir isso, então desista logo e procure outro parceiro. Procure com calma e atenção, pois com certeza os resultados obtidos serão muito bons.

 

Posso escrever com conhecimento de causa, pois a parceria montada com a Artenarede tem sido muito positiva, gerando projetos que estampamos com orgulho em nosso portifolio. O segredo desse sucesso esta’ na confiança e competência mútuas em prol de objetivos em comum.

 

Eduardo Vieira – Diretor de Criação da Tribo 12 – Tecnologia da Informação – Rio de Janeiro

Originalmente publicado no site da ArtenaRede: http://www.artenarede.com em 20/07/2005

2 Responses to “Parceria na Internet”

  1. Thank you – I liked this post. Anyway the time will pass and we will see if you are right or not. Have a nice day and regards from New Zeland!
    Chris
    My site

  2. It’s very good article.